Página gerada às 20:12h, domingo 22 de Outubro

Uíge: Empreendedorismo agrícola abordado em palestra na Universidade Kimpa Vita

12 de Agosto de 2017, 09:06

O "empreendedorismo agrícola", foi abordado em palestra, sexta-feira, na Universidade Kimpa Vita, visando informar aos estudantes da mesma instituição, sobre as suas vantagens e importância no actual momento que o país atravessa.

Durante a palestra orientada pelo director da Empresa AGROGEST, Vacherote Manuel Thomas, os mais de 100 estudantes dos seis cursos ministrados na Universidade, presentes ao acto, foram esclarecidos também sobre os diversos projectos que a mesma empresa pretende implementar na província.

 Vacherote Manuel Thomas, que se encontra na província há sete dias, disse no fim do encontro que além dos projectos já levados a cabo, a Agrogest pretende construir na cidade do Uíge, uma academia agrícola de modo a oferecer cursos técnicos no ramo da agricultura e técnicas de agro-negócios.

Segundo ele, um laboratório especializado para facilitar a conservação dos produtos escoados do campo para a cidade, será também construído na região.

 Durante a sua explanação, incentivou o empreendedorismo como uma das importantes ferramentas para o sucesso dos jovens que querem começar a vida económica e empresarial, sobretudo  no momento em o país está a atravessar.

 Para ele, o envolvimento da juventude constitui a vantagem para o sucesso dos diversos projectos.

A estudante do 4º ano do curso de Agronomia, Luzia Kafumana Kuxikina, manifestou-se satisfeita, a margem do encontro, pela informação recebida e assegurou estar ansiosa pelos resultados dos projectos a serem implementados pela Agrogest na província.

Participaram da actividade, docentes e discentes da Universidade Kimpa Vita afecta  a VII Região académica que compreende as províncias do Kuanza Norte e Uíge.

Durante a sua permanência na província, a comissão da Agrogest realizou diversos workshops para despertar os cidadãos sobre a importância de investir no sector agropecuário.

Considerou, no entanto, de positivo o balanço da sua actividade na província do Uíge.

Angop