Página gerada às 16:44h, quarta-feira 24 de Maio

Campanha de vacinação atinge 67% dos 900 mil bovinos previstos

20 de Maio de 2017, 10:11

Seiscentas e quatro mil cabeças de gado bovino, de 900 mil previstas, foram vacinadas, nos últimos quatro meses, na província da Huíla, contra carbúnculos hemático e sintomático, peripneuminia contagiosa e dermatite nodular, na campanha anual de imunização animal do departamento provincial da pecuária.

A informação foi avançada hoje pelo director provincial da agricultura e desenvolvimento rural, Lutero Campos, numa reunião do governo local, que está a analisar o projecto de elaboração do Orçamento Geral do Estado/2018 e da campanha de vacinação animal que decorre na Huíla.

O gestor referiu que foram gastas, até ao momento, a mesma quantidade de doses de vacinas, de um universo de dois milhões unidades disponibilizadas para o sucesso da campanha, que se estende às três zonas pecuárias da província, nomeadamente, Quilengues, Lubango e Matala.

Para o êxito da campanha, a direcção provincial da agricultura solicitou ao Ministério de tutela um reforço de 300 mil doses.

A campanha de vacinação, cujo encerramento marcado para Outubro, poderá terminar em Junho.

Referiu que o processo de vacinação, está a ser desenvolvido por 150 vacinadores, distribuídos em 74 brigadas, em 480 mangas de vacinação, e considerou positiva a adesão dos seis mil e 200 criadores de gado existentes na província da Huíla.

A Huíla é detentora de um efectivo ganadeiro estimado em um milhão, 243 mil e 73 bovinos, um milhão, 127 mil e 100 caprinos, 316 mil e 100 suínos, dois mil e 132 equinos e 261 mil e 700 ovinos.

Angop