Página gerada às 03:17h, segunda-feira 20 de Novembro

Universidade de Belas enviará 600 universitários para Portugal até Setembro

21 de Março de 2012, 12:35

A Universidade de Belas irá enviar 600 alunos para estudarem em Portugal no próximo ano lectivo, ao abrigo de protocolos assinados com  universidades portuguesas.

Segundo Agatângelo Estêvão Zua, reitor da Universidade de Belas, esta é uma forma de dar oportunidade aos alunos que não conseguem colocação nas  universidades angolanas, depois de terminarem o secundário.

Estes dados foram avançados pelo reitor da universidade angolana, durante a assinatura de um protocolo com a Câmara Municipal do  Barreiro, de Portugal, a empresa Coração Tropical e a Universidade de Belas, visando o intercâmbio de estudantes entre a Unibelas e a  Escola Superior de Tecnologia do Barreiro.

Com este protocolo, a Câmara Municipal do Barreiro fica incumbida de criar condições de acolhimento, integração e auxílio ao  alojamento de cidadãos angolanos a estudar em Portugal. Os estudantes ficarão alojados no Bairro Operário de Santa Bárbara, zona da  Quimiparque. Além dos estudantes da Unibelas a estudarem em Portugal, outro angolanos poderão usufruir dos alojamentos criados pela  Câmara do Barreiro.

Culinária e música angolanas para selar o protocolo

A cerimónia de assinatura do protocolo decorreu na Escola Superior de Tecnologias do Barreiro e contou com a presença de várias  individualidades ligadas ao ensino superior português e angolano, mas também de outras personalidades. 

Entre os presentes estavam  José Marcos Barrica, Embaixador de Angola em Portugal, em representação do Governo angolano, Manuel  Correia, Presidente do Instituto Português de Apoio ao Desenvolvimento, em representação do Ministério dos Negócios Estrangeiros de Portugal, Carlos Humberto Carvalho, Presidente da Câmara Municipal do Barreiro,  Albertina Palma, Vice-Presidente do Instituto Politécnico de Setúbal, Agatângelo Estêvão Zua, reitor da Universidade de Belas, além de outras personalidades e muitos alunos angolanos que estudam na Escola de Tecnologias do  Barreiro

A cerimónia contou ainda ainda com um buffet, servido com pratos típicos de Angola,  ao som da boa música angolana.

O protocolo ontem assinado insere-se na estratégia de internacionalização da Universidade Belas, uma instituição de ensino superior  privado que já firmou  acordos com várias instituições portuguesas.

Para que os estudantes não tenham de esperar um ou dois anos até  entrarem para a faculdade, a Unibelas tem vindo a enviar os seus alunos para Portugal, para várias universidades, onde possam  desenvolver as suas competências. Neste momento há 19 alunos da universidade angolana a fazerem cursos de mestrado em Portugal.

A Universidade de Belas, com sede em Luanda, foi criada em 2007. Neste momento conta com um total de 4703 alunos, distribuídos por 15 cursos. Conta ainda com 165 professores, sendo que 33 são portugueses.

 

Veja as fotos da cerimónia

 

@Evandro Delgado