Página gerada às 11:42h, quarta-feira 20 de Agosto

"A minha vida agora é muito boa, do jeito que pedi a Deus" revelou em exclusivo Benvindo Magalhães

25 de Novembro de 2010, 15:17

É um dos rostos mais conhecidos da TPA2. Benvindo Magalhães, ou simplesmente Bv como ele gosta de ser chamado, é o actual apresentador do Tchilar.

Até há poucos meses tinha como sua companheira Mel Gamboa, mas agora apresenta e comanda sozinho o programa. Contou-nos que tudo que conseguiu foi por mérito próprio e pela sua determinação em correr atrás dos sonhos. Ele foi claro e objectivo: 'dizem que coisas gigantes e extraordinárias vêm dos sítios e das formas mais improváveis'


Sapo.ao: Qual é a história do Benvindo Magalhães no jornalismo angolano?

Benvindo: O meu primeiro contacto com jornalismo foi em 1995 no estúdio central da rádio nacional de Angola, aonde assisti à emissão em directo do programa 'Manhã Informativa' da RNA com Mário Vaz, Januario Tancredo, Laurinda Tavares, Pedro Manuel, Felipe Joaquim, Horacio Pedro, Abel Abrão, Jorge Cassoma e Eduardo Magalhães (a equipa que ganhou prémio Maboque de Jornalismo do mesmo ano). Desde cedo senti prazer em fazer rádio e com ajuda do meu irmão fui crescendo nessa área, com cursos no núcleo de amigos da RNA, técnicas redactoriais e locução com malogrado professor Mesquita Lemos na antiga rádio escola hoje Cefojor.
Em 2004 pedi ao meu irmão a oportunidade de entrar na rádio, submeti-me a um teste em que chumbei e tive de frequentar cursos como laboratório de expressão oral na Mayanga Produções pela Link, dois anos depois em 2007 entro para rádio no turno da madrugada, até surgir o teste do canal 2 no ano a seguir.
A convite do director Renato, fiz o casting no programa tchilar do dia 11 de novembro de 2008 com o tema mulheres no comando, três meses depois ligaram para mim e comecei um estágio de 5 meses no programa flash onde fui bem sucedido e encaminhado para fazer dupla com a Mel no Tchilar. Hoje sou locutor de rádio com profundas noções de jornalismo e apresentador de Tv.

Sapo.ao: Sabemos que quando fez o IMEL optou por seguir economia. A comunicação sempre foi mesmo o seu sonho?
BV: No ano 2000, ingressei no IMEL para fazer jornalismo, mas por falta de vagas inscrevi-me e faço por quatro anos contabilidade e gestão com bom desempenho.


Sapo.ao: Os seus pais sempre o apoiaram e confiaram em si quando o Benvindo optou pelo jornalismo?
BV: Infelizmente cresci sem os meus pais, porque faleceram quando eu era ainda muito novo, mas o meu irmão mais velho assumiu a liderança de casa e deu-me toda a educação que tenho, incentivando-nos a estudar, fosse qual fosse o curso, para ele o importante mesmo era o canudo.

Sapo.ao: E achas que estás no Tchilar por mérito próprio?
BV: Sim, e sinto muito carinho quer vindo da minha direcção geral, como do publico e se assim não fosse ai já aqui não estaria nem a Sapo.ao me entrevistaria, (risos)

Sapo.ao: Em Angola é assim tão fácil trabalhar como jornalista? Basta ser famoso para conseguir um lugar?
BV: Não sei, não conheço nenhum famoso que se tornou jornalista, mas conheço sim, jornalistas que se tornaram famosos, casos de Mário Vaz e Ernesto Bartolomeu.

Sapo.ao: E como é a experiência de apresentar o tchilar?
BV: Fabulosa, divertida e muito satisfatória.

Sapo.ao: Já alguma vez foi censurado?
BV: Sim, porque era muito introvertido no princípio, fruto do excesso de carga de seriedade do jornalismo radiofónico, muito diferente do jornalismo televisivo para o entretenimento.


Vida Pessoal:

Sapo.ao: O que seria capaz de fazer por amor?
BV: Dar a minha vida.

Sapo.ao: Como reage a cantadas e assédios?
B.V: Com simpatia, é bom ter pessoas que nos amam do nada, mas com limites, afinal só podemos ser amigos destas pessoas.

Sapo.ao: Gosta de sair para dançar? Que casas nocturnas costuma frequentar? Ou isto não é possível por causa dos assédios?
BV: Frequento à vontade e nem sempre sou assediado. Dom Q, Eden e Miami Beach é onde mais vou.

Sapo.ao: A cultura angolana está presente no seu dia a dia, de alguma maneira?
BV: Sim, na língua kimbundo dos meus avós que me ensinaram a entender o kimbundo... Os panos que eles me ofereceram, as minhas estatuetas símbolos da cultura mangolê... Aliás o meu sotaque é puramente mangolê... E em todas as províncias a que vou, regresso sempre com uma lembrancinha.

Sapo.ao: Qual é a oportunidade que ainda não teve e gostaria de ter?
BV: Fazer um curso onde aprendesse a fazer entretenimento como fazem os americanos, sobretudo os norte americanos.

Sapo: Como é actualmente a sua vida?
BV: Muito boa, do jeito que eu pedi a Deus.

Sapo.ao: Comente sobre a credibilidade dos trabalhos dos famosos, modelos, músicos, ex-misses, entre outros que conseguem entrar para Tv, Rádio ou qualquer meio de comunicação sem ter noções de jornalismo. Comente sobre isso?
BV: É tudo muito relativo : Se realmente acontece desta forma, um dia a coisa vai estourar, mas dizem que coisas gigantes e extraordinárias vêm dos sítios e de formas mais improváveis, aliás o mundo já nos provou isso. Quem diria que um actor que passou a vida toda de cuecas exibindo músculos na TV, cinema e ainda por cima estrangeiro seria governador do maior estado norte-americano Florida Califórnia (Arnold Swasznegger).



Perfil:

Nome: Vladimir Candeia Magalhães
Nascimento: 18 de Março de 1984
Na TV assiste: Jó Soares, Luciano Huck, Simpson Family, Tchilar, Flash, Filmes e Documentários, serviços de informação.
Não assiste na TV: Novelas e Séries
Nas horas livres: Networking (redes sociais) e leio muitos livros biográficos
Livro: A Bíblia
Prato predileto:  Arroz Branco , feijão preto, rodízio, batatas e fritas e saladas
Perfume: Dkny (Red Delicious)
Mulher bonita: Stela de Carvalho
Cantor: Leo, Walter Ananás, Yola Araujo e Edmazia
Actor: Denzel Wanshington
Animal de estimação: cão
Escritor: Antônio Jacinto
Arma de sedução: segredos
Melhor viagem: Alemanha (Berlim)
Luxúria: Mercedes Benz em ouro branco,
Preguiça: ir aos Bancos
Vaidade: tratar do cabelo
Mania: não sair sem olhar para o espelho
Filosofia de vida: se caíres não tardes em levantar-te, o tempo urge!!!

 Akanda
Fotos: Shayne